Minha História

Me chamo Selma Rosane Santos Arruda, tenho 56 anos, dediquei grande parte da minha vida como juíza. Sou casada com meu melhor amigo e companheiro, Norberto Arruda, tive três filhos e uma neta. Tenho mais de 20 anos no serviço público e uma história de vida limpa.

Nasci em Camaquã, pequena cidade do interior gaúcho, sou a sétima dos oito filhos do seu Manoel e dona Selene Campos. Sempre fui muito aplicada aos estudos, acabei descobrindo a vocação em uma aula de história na adolescência. Durante um debate na escola, um professor disse que eu deveria estudar Direito por conta da desenvoltura no debate. Então, aos 16 anos, segui essa orientação, prestei vestibular e fui aprovada em 2º lugar para a Faculdade de Direito.

Aos 22 anos, terminei o curso e me casei com Norberto, que foi meu colega de faculdade. Em 1986, me mudei para Mato Grosso e me estabeleci em Rondonópolis. Lá, trabalhei como advogada e tive meus três filhos: Carolina, Letícia e Felipe. Dez anos mais tarde, fui aprovada em um concurso e nomeada juíza do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso.

A partir daí, passei a atuar em diversas cidades: Alta Floresta, Nobres, Rosário Oeste, Poxoréu, Cáceres, Várzea Grande e Cuiabá. Durante esse período, julguei milhares de processos, colocando traficantes e policiais corruptos na cadeia e por causa disso comecei a receber várias ameaças de morte do crime organizado.

Sem me intimidar, segui firme. Sempre fui dedicada, acumulei funções e conquistas, e por mérito, posições cada vez mais importantes na magistratura. Fui reconhecida além das fronteiras do Mato Grosso pelo meu trabalho e fui convidada pelo Conselho Nacional de Justiça para coordenar ações nos estados do Acre, Minas Gerais e Amazonas.

Em 2015, no comando da sétima Vara Criminal de Cuiabá, me tornei a juíza responsável por decisões que entraram para a história de Mato Grosso. Em diversas operações, mandei prender o ex-governador de Mato Grosso,  ex-secretários do seu governo, ex-presidente da Assembleia Legislativa e também o ex-presidente da Câmara dos Vereadores de Cuiabá. 

Isso contraria o interesse de grupos poderosos, formado por políticos tradicionais e empresários influentes. Todos envolvidos com corrupção, fraudes e desvio de dinheiro público. Todos condenados por mim.

Esta sou eu, Selma Arruda: mulher guerreira, corajosa e que que fui eleita Senadora pelo Estado de Mato Grosso com 678.542 votos.

Eu estou no Senado Federal para fazer a diferença! Vamos juntos nessa caminhada por um Brasil melhor.