TRE acolhe parcialmente embargos oferecidos pela Senadora Juíza Selma (PSL-MT)

625
Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) realiza reunião com 3 itens. Na pauta, o PLS 98/2017, que obriga o fracionamento de medicamentos. Em pronunciamento, à bancada, senadora Juíza Selma (PSL-MT). Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

DA ASSESSORIA

Os embargos opostos pela Senadora Juíza Selma (PSL-MT) foram parcialmente acolhidos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na sentença que determinou a cassação de seu mandato. O julgamento do Pleno opinou pela nulidade do trecho em que há citação de um cheque falsificado.
A parlamentar considera que a decisão foi um avanço na caminhada para provar sua inocência e boa-fé na trajetória política. “Isso foi uma vitória para nós, porque, pelo menos, o TRE considerou que a posição do Sakamoto foi absurda quando imputou a mim o crime de caixa dois com o uso de um cheque falso”, pontuou.
Agora, a Senadora impetrará recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Apesar de respeitar a decisão do TRE, tenho absoluta confiança de que as partes ainda remanescentes da decisão em desacordo com a verdade, serão reformadas nas instâncias superiores”, destacou.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here