Senadora Juíza Selma participa de workshop sobre energia solar (17/05)

146

A geração distribuída solar fotovoltaica e os impactos das alterações da REN 482 foi tema de workshop prestigiado pela senadora Juíza Selma em Cuiabá, na sede do Conselho Regional de Agronomia (CREA-MT), no último dia 17 de maio.

Uma das palestrantes foi Barbara Rubim, vice-presidente do Conselho de Administração a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

“No Brasil tem se fazer valer dessa espécie alternativa de forneciamento de energia, de obtenção de energia. E não apenas na energia elétrica, nós precisamos achar soluções também para outras fontes energéticas. Parece que existe uma certa má vontade. O mundo vive hoje sob um império de grandes potências, que tem grandes interesses e acaba que essas iniciativas, que são tão mais viáveis, tão mais humanas, não proguidem. Eu desejo que consigamos implantar o maior número possível de células, neste sol de Mato Grosso isso é muito viável. Esse é um investimento, não só financeiro, mas no futuro dos nossos filhos, netos, com uma energia mais limpa”, destacou a senadora durante o evento.

A resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, permitindo que o consumidor instale pequenos geradores (tais como painéis solares fotovoltaicos e microturbinas eólicas, entre outros) em sua unidade consumidora e troque energia com a distribuidora local com objetivo de reduzir o valor da sua fatura de energia elétrica permitiu que empresários e consumidores em geral investissem em fontes de energia limpa.

Os projetos de micro e minigeração de energia solar, hidráulica e eólica estão isentas da cobrança de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Mato Grosso.

Fotos: Assessoria

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here